Visualização e interacção de Learning Objects -contexto de formação profissional
- Estudo de caso no âmbito do projecto POLO da PT Inovação | Projecto em desenvolvimento no âmbito do Mestrado de Comunicação Multimédia, Universidade de Aveiro.

28 Outubro 2009

Publico hoje a acta da reunião a que fomos na PT Inovação no passado dia 22. Esta reunião serviu principalmente para definir melhor os contornos dos projectos (meu e da Andreia) que deverão ser projectos "paralelos", focando-se cada um numa vertente específica de um mesmo projecto maior (já em desenvolvimento na PT Inovação).

Assim, a acta reza o seguinte:

 

No dia 22 de Outubro de 2009, deslocámo-nos à PT Inovação para nos reunirmos com os professores Arnaldo Santos e Luis Pedro com o objectivo de definir os projectos de investigação.
Após uma fase inicial em que se discutiram questões mais práticas, partiu-se para a apresentação de alguns projectos, já em desenvolvimento na PT Inovação, nos quais nos poderemos integrar.
Um dos projectos apresentados foi o POLO - portal de Learning Objects, que permite criar L.O. multimédia, forma automática e semi- automática integrado com LMS, LCMS e KMS. Neste contexto, um L.O. consiste numa unidade mínima com introdução/objectivos, desenvolvimento (actividades pedagógicas), síntese e questionário. Estes objectos de aprendizagem podem ser agrupados e reutilizados para constituir percursos de aprendizagem adaptados às necessidades dos formadores e formandos. Foi também abordado o conceito de rapid learning e a sua pertinência no contexto do projecto POLO e das necessidades das empresas.
Num contexto de utilização mais específico, o POLO será um portal onde se disponibilizam conteúdos de aprendizagem que o utilizador poderá pesquisar, catalogar, visualizar, de acordo com os seus interesses/ necessidades. Do ponto de vista do formador, o POLO disponibiliza um modo semi-automático de agregação de recursos, funcionando como editor de conteúdos multimédia para web.
O projecto irá então incidir em duas vertentes: a do formador e a do formando.
A nível das funcionalidades disponíveis para o utilizador-formador, pretende-se tornar o método de templating existente o mais flexível possível, para personalizar o modo de visualização e interacção de conteúdos.
Em relação ao utilizador-formando, as questões a resolver são ao nível da forma de navegação no portal de conhecimento e na personalização do seu ambiente de auto-aprendizagem. Pretende-se a construção automática do perfil do formando, com base nos conteúdos
acedidos, possibilitando a sugestão de outros percursos/conteúdos que se enquadrem nas suas áreas de interesse.
Falou-se ainda de outros projectos relacionados com o POLO, nomeadamente ECEL, PEGAC e PEGECEL. Foi também referido como ponto importante o facto de ser necessário conceptualizar soluções tendo em atenção as limitações tecnológicas do projecto POLO.
As soluções desenvolvidas deverão ser posteriormente aplicadas aos conteúdos de Elearning já existentes em áreas da PT Inovação, como NOSIS, NETBAND e NGIN.
A nível de pesquisa teórica a realizar para preparar o estudo, foi recomendada a investigação dos vários paradigmas de interacção para cada tipo de sistema ou portal.
Como conceitos-chave retemos:
- auto-estudo
- auto-aprendizagem
- auto-formação
- conteúdos multimédia
- interacção/navegação conteúdos web
- flexibilização e personalização

 

 

Esta acta foi escrita em conjunto com a Andreia, pelo que será provável encontrarem um post muuuito parecido com este no blog dela! ;)



Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
29
30
31


subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO