Visualização e interacção de Learning Objects -contexto de formação profissional
- Estudo de caso no âmbito do projecto POLO da PT Inovação | Projecto em desenvolvimento no âmbito do Mestrado de Comunicação Multimédia, Universidade de Aveiro.

11 Dezembro 2009

Serve este post para actualizar as informações sobre o projecto, que entretanto (e ainda bem) têm vindo a sofrer actualizações/alterações. 


Os pontos referidos fazem parte do que virá a ser o plano de projecto.

Título:

Visualização e interacção de Learning Objects em contexto de formação profissional – Estudo de caso no âmbito do projecto POLO da PT Inovação.

Pergunta de investigação:

Que tipo de interface/cenário melhor se adequa, a nível de eficiência e satisfação do utilizador, à apresentação, visualização e interacção de L.O. numa plataforma de eLearning para formação profissional?

Metodologia:

Investigação e Desenvolvimento

“vamos desenvolver a solução, apresentá-la e testá-la”


Público-alvo:



Colaboradores da PT Inovação em contexto de formação profissional para aquisição de conhecimentos sobre as tecnologias da PT Inovação em regime de e-Learning e auto-aprendizagem, mais concretamente através de L.O.



10 Dezembro 2009

4- fases de estudo

De forma bastante sintética e pouco aprofundada, podem já delinear-se as seguintes fases de projecto, incluindo algumas das tarefas a desenvolver no âmbito de cada uma.

1- PLANIFICAÇÃO/ESTRUTURAÇÃO (até 20 de Janeiro)


a. Definição de objectivos; elaboração de plano de investigação

b. Pesquisa bibliográfica e leituras

c. elaboração de enquadramento teórico

2- CONCEPTUALIZAÇÃO (até 15 de Março)

a. desenvolvimento de 2 a 3 propostas de interface

b. elaboração de lista de requisitos funcionais e técnicos do sistema

c. apresentação de propostas e discussão com o cliente (PT Inovação)

3- VALIDAÇÃO (até final de Março)

a. escolha da proposta pelo cliente e alterações finais

b. validação final

4- DESENVOLVIMENTO (até 15 de Maio)

5- AVALIAÇÃO (até final de Maio)

a. avaliação heurística

b. elaboração de instrumentos de apoio (guião de entrevista e guião de tarefas)

c. entrevistas, testes de usabilidade a utilizadores (10 pessoas)

d. conclusões

6- REDACÇÃO FINAL (até 11 de Junho/final de Junho)

a. redacção / conclusão do documento escrito final

NOTA: O cronograma do projecto está ainda em desenvolvimento e será apresentado posteriormente. Este incluirá já uma planificação mais detalhada das datas e tarefas a desenvolver.


10 Dezembro 2009

3- participantes

Os participantes deste estudo serão:

- 10 utilizadores finais da plataforma - Colaboradores da PT Inovação

- formador/coordenador de formação – PT Inovação


10 Dezembro 2009

2- instrumentos de recolha de dados

Os instrumentos de recolha de dados a utilizar durante esta investigação serão:

- pesquisa e revisão bibliográfica

pesquisa de textos científicos relacionados com os conceitos em estudo, de modo a construir uma base sólida a nível de enquadramento teórico e de estado da arte;

- pesquisa de exemplos funcionais

pesquisa a nível de exemplos funcionais de plataformas e de conteúdos multimédia que demonstrem os vários paradigmas de interacção, visualização, comunicação de conteúdos

- análise de documentos de especificações do projecto POLO

(a ser disponibilizados pela PT Inovação)

- avaliação do interface com base nas regras heurísticas de usabilidade de Nielsen

Dias (2003, p.62) define a avaliação heurística como "(...) um método de inspeção sistemático da usabilidade de sistemas interativos cujo objetivo é identificar problemas de usabilidade que, posteriormente, serão analisados e corrigidos ao longo do processo de desenvolvimento do sistema".


- testes de usabilidade/ observação – instrumentos de apoio: guião de tarefas e guião de observação

testes efectuados
com os participantes do estudo (utilizadores) em que serão indicadas tarefas simples que devem cumprir; a agilidade e facilidade, ou pelo contrario, dificuldades com que executam as ditas tarefas será registada e analisada posteriormente, de modo a perceber quais são as fragilidades e pontos de conflito do interface

- entrevistas com utilizadores – instrumento de apoio: guião de entrevista

entrevistas muito simples e direccionadas, pretendendo essencialmente perceber qual a opinião do utilizador sobre o interface, quer a um a nível mais objectivo de usabilidade, como também a um nível mas subjectivo de “empatia” e de satisfação pessoal durante a utilização do interface


10 Dezembro 2009

 

1. modelo de análise

O modelo de análise é provisório e está ainda em desenvolvimento, dado que alguns dados em falta serão encontrados nos documentos do projecto POLO, e outros requerem um maior aprofundamento a nível de pesquisa e de leituras.


10 Dezembro 2009

 Os próximos 4 posts constituem a estrutura básica do desenho metodológico do meu projecto, que se constitui por:


1- modelo de análise


2- instrumentos de recolha de dados


3- participantes


4- fases de estudo


Este exercício tem como objectivo definir melhor as vossas ideias, traduzindo-as já em questões práticas e operacionais.



27 Novembro 2009

Na última aula de Seminário fomos entrevistados (e entrevistadores) sobre a importância da nossa investigação para a sociedade e a sua relação com a web social.


Neste link podem ler a entrevista que a Andreia me fez.


27 Novembro 2009

andreia bastos, entrevistada foto da entrevistada


Entrevista a Andreia Bastos realizada no âmbito de uma actividade proposta na aula de Seminário.


 Sofia Geitoso - De que forma enquadras a tua investigação no actual paradigma da web social?


Andreia Bastos - A minha investigação enquadra-se no paradigma da web social uma vez que o e-Learning é uma forma de aprendizagem e ensino que beneficia da utilização das ferramentas colaborativas. 


S.G. - De que forma a tua investigação poderá contribuir para alterações de atitudes e comportamentos?


A.B.- A minha investigação poderá contribuir para alterações de atitudes e comportamentos uma vez que permitirá a criação de hábitos de estudo e aprendizagem em ambiente virtual, à distância, o que possibilita a utilização de ferramentas colaborativas de partilha de opiniões.

S.G.- A tua investigação centra-se numa lógica de valorização do indivíduo ou de uma organização?


A.B.- Centra-se numa lógica de valorização do indivíduo como parte de uma organização, uma vez que este está a desenvolver aptidões que serão colocadas em prática na sua actuação dentro da organização.

S.G. - A tua investigação explora uma lógica entusiasta ou numa lógica crítica?


A.B.- Explora uma investigação entusiasta uma vez q pretemnde promover o acesso do individuo à formação, munindo-o de mais-valias.

S.G.- De que forma a tua investigação actua na inter-dependência tecnologia-sociedade?


A.B.-A minha investigação apoia-se na utilização da tecnologia e das ferramentas da web social no contexto ensino/aprendizagem, verificando-se uma inter-dependência em relação ao seu público-alvo.


15 Novembro 2009

Mais vale tarde que nunca.. Por isso aqui vai um pequeno apontamento sobre o tipo de metodologias que penso utilizar no meu projecto:

1. Qual a metodologia que, neste momento considero mais adequada para o meu projecto de investigação?

Para o desenvolvimento deste projecto será importante utilizar duas metodologias que se complementarão: investigação-acção e estudo de caso.

2. Porquê?

A metodologia a utilizar neste projecto de investigação será essencialmente a de investigação-acção, no entanto a forte relação com o contexto empresarial em que o projecto se irá inserir faz com que seja também importante contemplar uma componente metodológica de estudo de caso. Assim, a primeira fase é de recolha de toda a informação possível sobre o tema e problemática em questão, aprofundando ainda ma o conhecimento do contexto, características e problemas a resolver no projecto empresarial envolvido (estudo de caso – projecto POLO, PT Inovação). Posteriormente, e já com um forte conhecimento do problema e das questões a ele associadas, proceder-se-á à elaboração de hipóteses de resolução do problema, que serão desenvolvidas e testadas implicando uma cooperação directa e em contexto empresarial.


07 Novembro 2009

Depois de um dia longo - com uma entrevista muito esclarecedora, alguns ajustes de percurso, muito poucas aulas (...) e uma viagem de 250km - eis que chega o momento de submeter o meu prezi com uma tentativa de reunir os conceitos principais e alinhnado-os já em jeito de índice provisório do enquadramento teórico! Não foi fácil e tenho noção da desorganização conceptual que poderá existir em alguns grupos de tópicos...mas vá, mesmo que confusas, as ideias estão reunidas e, esperemos, a começar a ganhar forma mais definida. Sugestões, críticas, opiniões, etc, muito bem-vindas! Obrigada!

 

 


Dezembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO