Visualização e interacção de Learning Objects -contexto de formação profissional
- Estudo de caso no âmbito do projecto POLO da PT Inovação | Projecto em desenvolvimento no âmbito do Mestrado de Comunicação Multimédia, Universidade de Aveiro.

09 Outubro 2009

 

(O título deste post era o "publicitado" aquando da escolha dos projectos. Partindo dali, será possível encontrar o meu projecto.)

 

Apesar de ainda não estar muito claro para mim o que será na realidade este projecto penso que já posso fazer uma tentativa de o explicar.


O projecto será desenvolvido em parceria com a PT inovação, pretendendo aprofundar-se o estudo e o desenvolvimento de conteúdos na área do e-Learning, mais propriamente dos seus cenários e modos de interacção.

 

Penso que devo começar por questionar os paradigmas existentes: porque é que os ambientes de e-Learning são o que e como são? Se será esta a melhor forma, ou se se encontram à partida pontos a melhorar? Que condicionantes conduziram ao que existe? Quais as vantagens e desvantagens do tipo de plataformas e ambientes de e-Learning que existem actualmente?

 

Para conseguir responder de forma informada a estas questões terei que recolher informação muito directa e objectiva sobre o tema:

-       - definir conceitos importantes (aprendizagem, ensino, ensino à distancia, e-Learning, bLearning, apredizagem colaborativa vs auto-aprendizagem, interface, interacção, Web 2.0, LMS, etc..

-       - classificar os vários tipos de recursos existentes, sejam mais ou menos direccionados para o e-Learning (plataformas, fóruns, wikis, blogs, conteúdos multimédia, serious games, mundo imersivos, etc)

-       - perceber que ferramentas disponíveis na Web 2.0 são ou não utilizadas e quão eficiente é essa utilização

 

Assim, depois de todas estas questões terem resposta devo conseguir:

-       - avaliar a eficiência das ferramentas que já existem

-       - perceber fragilidades e espaços de melhoria

-       - e aí sim, definir as questões a abordar/resolver/investigar mais aprofundadamente.

 

Outras questões e pontas soltas (que não convém deixar fugir):

-       - Existem actualmente muitas ferramentas utilizadas para o ensino/aprendizagem à distância, no entanto nem todas estão adaptadas à Web 2.0

-       - Poder /permissões dos formandos para criar e introduzir conteúdos que possam servir a outros formandos

-       - Personalização e adaptabilidade do ambiente de trabalho

-       - Pensar a nível gráfico e visual sem descurar (nunca) a usabilidade

-       - Responsabilidade inerente à maior participação dos formandos (questões de acesso/classificação de conteúdos)

 

E bom..fico com a ideia de que falei, falei mas não adiantei grande coisa..de qualquer forma, mesmo que um pouco redundantes já são algumas ideias que poderão servir como ponto de partida para tudo o resto. Espero.


Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
29
30
31


mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO